Quarta-feira, 21 de Novembro de 2018

Última Atualização do site:  

20/11/2018 10:23:57

ÚLTIMAS NOTÍCIAS / Volta dos bingo
 
Volta dos bingos e reajustes vão à votação no apagar das luzes
 
14/12/2010
Fonte: Gazeta do Povo
Câmara dos Deputados: parlamentares podem aprovar nesta semana um pedido de regime de urgência para a votação do Código Florestal
Na Câmara Federal, projeto pode liberar o retorno dos jogos de azar no país. Na Assembleia, deputados vão votar aumento para secretários estaduais

No apagar das luzes do ano legislativo, os deputados federais resolveram votar propostas polêmicas. O projeto que regulamenta o jogo do bingo no país está na pauta de hoje da Câmara Federal e o pedido de regime de urgência para a votação do Código Florestal provavelmente será analisado nesta semana. Os deputados também devem votar até o fim do mês reajustes para o Judiciário e já discutem aumentos para o Executivo e para o próprio Legislativo. O Congresso deve entrar em recesso no dia 22. 
Na Assembleia Legislativa do Paraná, pautas polêmicas também devem ser votadas neste fim de ano. Entre elas, o projeto do deputado Antonio Anibelli (PMDB) que vincula o salário dos secretários estaduais ao do governador do estado – que é igual ao dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). Pela proposta, o salário dos secretários passaria a corresponder a 70% do valor pago ao governador. Se a regra estivesse valendo hoje, o salário dos secretários passaria de R$ 13,9 mil para R$ 18,6 mil. O projeto foi apresentado no início do mês e deve ser votado hoje na Comissão de Constituição e Jus­­­tiça da Casa (CCJ). O relator da proposta, o deputado Luiz Cláu­­­dio Romanelli, já deu parecer favorável ao texto.
A votação de propostas polêmicas no apagar das luzes não é uma novidade de 2010. No fim do ano passado, por exemplo, os deputados federais aprovaram reajustes salariais entre 15% e 30% para os servidores da Câmara durante uma sessão na madrugada de dezembro. Na mesma época, o Legislativo estadual aprovou um pacote de benesses para o Ministério Público, Tribunal de Contas e Tribunal de Justiça. O pacote incluía a criação de cargos comissionados, reajustes salariais e pagamento de gratificações. Na época, o impacto previsto das medidas nos cofres públicos foi de R$ 30 milhões. 

O cientista político Octaciano Nogueira, professor aposentado da Universidade de Brasília (UnB), enxerga como uma estratégia dos parlamentares o costume de deixar para o fim do ano a votação de propostas que mexem com a opinião pública. “Eles aproveitam que a população não está de olho no Congresso, que está envolvida com as festas de fim de ano e encerramento do ano letivo, para votar propostas que não contam com a aprovação da opinião pública”, afirma. 

Na avaliação da professora de Ciências Políticas Maria do So­­corro Braga, da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), a eleição acabou colaborando para o peso da pauta legislativa neste fim de ano. “Justamente por ser um ano eleitoral, essas medidas que acabam sendo muito polêmicas acabam ficando para depois das eleições”, diz. A professora ainda lembra que o período pós-eleitoral também influencia na definição da pauta do Congresso, e que temas polêmicos acabam entrando para atender a interesses de alguns grupos. “Existe um jogo de interesses muito grande nesse período, há muita negociação e uma barganha pesada por cargos”, completa.

 
 Galeria de Fotos
Câmara dos Deputados: parlamentares podem aprovar nesta semana um pedido de regime de urgência para a votação do Código Florestal
 
 Outras Notícias
» Paraná é o primeiro Estado a emitir Documento Nacional de Identidade
» Estado tem primeiro plano para pessoas com deficiência
» Sistema de políticas habitacionais do Paraná é premiado
» Estado repassou quase R$ 170 milhões para rodovias municipais
» Paraná amplia o acolhimento de crianças e adolescentes
» Ações na área da assistência social reduzem em 57% a extrema pobreza
VER TODAS
 

Horário de atendimento das 8h às 11:30h e das 13:30h às 17h.

Avenida Marília, 1890 - Centro

MARILUZ - Paraná | Cep: 87470-000

 

 (44) 3534-1255

 camaramlz@hotmail.com